O que faz um Médico Veterinário?

O que faz um médico veterinário? Quais são suas atribuições? A medicina veterinária é o ramo da medicina dedicada à saúde animal e também engloba a saúde ambiental e humana, fazendo parte do conceito de Saúde Única. Portanto, o médico veterinário pode atuar diretamente ou não com animais; é uma área ampla e o profissional escolherá em qual segmento deseja atuar.

As áreas de atuação incluem a clínica médica de pequenos e grandes animais (animais domésticos, selvagens e marinhos), vigilância sanitária (garantir a qualidade dos produtos de origem animal destinados ao consumo humano), medicina legal (investigação de crimes envolvendo animais) e pesquisas (colaboração com o avanço da medicina). 

Se Liga!

A jornada de trabalho e a remuneração dependerão da área e local de atuação do profissional. Haverá algumas variações em relação ao horário de trabalho podendo ser comercial e/ou aos fins de semana, feriados e plantões noturnos, o salário médio será em torno de R$ 2.000,00 a R$ 6.000,00 por mês. 

O curso de graduação tem duração de cinco anos e deve ser presencial, pois envolve aulas teóricas e práticas. A grade básica envolve disciplinas de anatomia, farmacologia, fisiologia, clínica médica e cirúrgica, imagiologia, patologia clínica, nutrição, produção animal e inspeção sanitária. O estágio, independentemente da área escolhida pelo aluno, é obrigatório e imprescindível para adquirir conhecimento e habilidades técnicas, ele será realizado desde o início do curso e está vinculado à sua respectiva conclusão, portanto os alunos terão de realizá-lo.

Após a graduação, o médico veterinário está habilitado para trabalhar em qualquer uma das áreas mencionadas. O médico veterinário precisa estar atualizado, portanto deve estudar constantemente, realizando cursos de pós-graduação para ampliar seu repertório científico e cultural sobre a Saúde Única e o reino animal.

Busca a Dica!

Algumas instituições oferecem programas de residência com duração de dois anos para médicos veterinários que pretendem trabalhar na especialidade de clínica médica, no entanto a residência não é obrigatória, diferente do que ocorre no curso de medicina humana. Além disso, a atualização constante do médico veterinário é essencial para que seja um bom profissional.

A pessoa que está interessada em se tornar um médico veterinário deve ter em mente que a graduação e a vida profissional exigem dedicação e disponibilidade para uma rotina intensa, porém gratificante, visto que, o amor e a empatia aos animais estarão sempre presentes no dia a dia da profissão.

Como está o setor econômico de animais domésticos no Brasil?

O setor econômico de animais domésticos está em alta no Brasil, a maior parte dos shoppings, parques, bares, cafeterias e até alguns restaurantes são Pet Friendly. O Brasil tem a segunda maior população de cães, gatos e aves canoras e ornamentais em todo o mundo e é o terceiro maior país em população total de animais de estimação. São 54,2 milhões de cães, 23,9 milhões de gatos, 19,1 milhões de peixes, 39,8 milhões de aves e mais 2,3 milhões de outros animais.

Informações gerais do setor Pet - Abinpet
Pet Friendly

Pet Friendly

A expressão Pet Friendly pode ser traduzida ao pé da letra como “amigo dos animais” e é utilizada para identificar lugares onde os animais são bem-vindos, aceitos, onde podem permanecer.

O setor é composto por indústrias e integrantes da cadeia de distribuição dos segmentos de alimentos (Pet Food), medicamentos veterinários (Pet Vet) e cuidados com saúde e higiene do pet (Pet Care). Hoje, o mercado pet já representa 0,36% do PIB brasileiro, à frente dos setores de utilidades domésticas e automação industrial. Em 2018, a indústria de produtos para animais de estimação faturou R$ 20,3 bilhões.

A maior fatia ficou por conta de Pet Food, que representou 73,9% do faturamento, seguido por Pet Serv (17,7%) e Pet Care (8,4%). No mundo todo, o maior mercado ainda são os EUA, com 40,2% dos US$ 124,6 bilhões totais. Atrás estão: Brasil (5,2%) e o Reino Unido (4,9%), completando assim os três maiores mercados Pet mundiais.

No Brasil, o setor de produtos, serviços e comércio de animais de estimação obteve um acréscimo de 27% no faturamento em 2021 ante 2020, para R$ 51,7 bilhões, segundo levantamento do Instituto Pet Brasil. O crescimento foi estimulado pela seção de pet food, que representou R$ 28 bilhões, ou cerca de 55% do total.

O Instituto Pet Brasil destaca que o aumento também foi alavancado pela:

  1. comercialização de animais de estimação diretamente pelos criadores, que movimentou R$ 5,6 bilhões (11% do faturamento, alta de 14,9% em relação a 2020); 
  2. produtos veterinários (R$ 5,3 bilhões, 10,2% do faturamento do mercado, alta de 11%); serviços gerais (R$ 4,8 bilhões, 9,2% do mercado e 15,6% de crescimento); 
  3. serviços veterinários (R$ 4,7 bilhões, 9,3% do mercado e 14,3% de crescimento) e produtos de higiene e bem-estar animal, o pet care (R$ 2,8 bilhões, 5,4% do mercado e 19,5% de crescimento).

A análise identificou que pet shops de pequeno e médio porte permanecem em destaque, sendo os principais pontos de acesso aos produtos, representando praticamente metade de todas as vendas do setor (48%); Seguidos por clínicas e hospitais veterinários (18%); agrolojas (9,8%); varejo alimentar (8,6%); pet shops de grande porte (8%); e-commerce (5,4%); e outros como clubes de serviço, lojas de conveniência, entre outros (2,1%).

O desenvolvimento do mercado reflete o reconhecimento dos benefícios da interação entre humanos e animais para a saúde de ambos. Os animais de estimação, hoje, são parte da família. A longevidade e o estilo de vida solitário nas grandes cidades fazem dos pets importantes na vida das pessoas. Além disso, os animais de estimação são considerados fundamentais em tratamentos terapêuticos e em políticas de inclusão social.

ABINPET

Instituto Pet Brasil
Amor em forma de PET

As transformações na constituição familiar brasileira possuem impacto significativo nessa relação entre humanos e animais domésticos. Houve um aumento de casais que decidiram por não ter filhos, ou apenas um filho, e procuram a companhia de um pet. Isso faz com que os donos ampliem os cuidados com a saúde do animal e invistam mais em alimentação, idas ao médico veterinário, creches, hotéis e profissionais do ramo.

Gostou dessa reportagem? Fique ligado em nosso conteúdo sobre educação e carreira profissional! Não sabe o que fazer ou como estudar? A Busca Prof. Brasil tem a solução.

Série História Política do Brasil: Era Vargas
As eleições estão chegando e a Busca Prof. resolveu fazer uma série …
Dicas Importantes para realizar o tão sonhado “mochilão”
A Busca quer te levar para viajar, mas com bastante segurança. Se …
A Realidade Imita a Ficção?
Nos últimos tempos, temos nos questionado se a arte imitia a vida …
Por que meu filho só tira notas baixas?
Por que meu filho só tira notas baixas? Muitos pais fazem este …

Não sabe o que fazer ou como estudar? A Busca Prof. Brasil tem a solução.

Liliane de Freitas Benetti Rocha

Médica veterinária e clínica geral de animais de pequeno porte. Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Metodista de São Paulo e pós-graduação em Clínica Médica de Pequenos Animais pela Anclivepa – SP. Atualmente é pós-graduanda em Endocrinologia e Metabologia pela Anclivepa – SP. Uma eterna apaixonada pelos animais e suas curiosidades.

Referências

ABINPET. A indústria Pet e seus números. Disponível em: http://abinpet.org.br/infos_gerais/#:~:text=O%20Brasil%20tem%20a%20segunda,3%20milh%C3%B5es%20de%20outros%20animais. Acesso em: 31 mai. 2022.

CNN BRASIL. Faturamento do setor Pet cresce 27% em 2021 e atinge R$ 51,7 bilhões. Equipe AE, do Estadão Conteúdo. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/business/faturamento-do-setor-pet-cresce-27-em-2021-e-atinge-r-517-bilhoes/. Acesso em: 31 mai. 2022.