Tecnologias digitais na educação

Ensino remoto, híbrido ou educação a distância?

O Ensino Remoto

O ensino remoto, diferente da educação a distância, chegou de surpresa para as secretarias de educação, escolas, professores, pais e crianças. A pandemia da Covid-19 trouxe como resultado o ensino remoto emergencial.

Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB 9394/96)

§ 4º O ensino fundamental será presencial, sendo o ensino a distância utilizado como complementação da aprendizagem ou em situações emergenciais.

A partir de 16 de março de 2020 os alunos, especialmente, da educação básica passaram a aprender por novos meios. As telas de celulares e notebooks deram espaço às salas de aulas, havia um distanciamento físico e uma angústia digital: como se daria o processo de ensino-aprendizagem? 

O ensino remoto é uma medida emergencial que funciona como um deslocamento do ensino presencial mediado pelas tecnologias. Ou seja, o padrão utilizado é praticamente o mesmo das aulas presenciais, inclusive seus materiais, explanações e atividades, porém transmitidas pelos docentes em tempo real e/ou por gravações. 

É importante considerarmos que tal medida visa à continuidade das atividades escolares, garantindo o direito de  acesso à educação numa situação emergencial. O ensino remoto brasileiro acentuou as discrepâncias sociais, já que, inúmeras crianças e adolescentes não tiveram acesso aos meios digitais neste período.

A pandemia mostrou que vários estudantes não possuem acesso à internet e/ou aos aparelhos eletrônicos, colocando em risco o que preconiza a quinta competência geral Base Nacional Comum Curricular (BNCC)  proposta para as três etapas da Educação Básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio), cujo objetivo é articular a construção de conhecimentos, desenvolvimento de habilidades e formação de atitudes e valores, nos termos da LDB.

Competência Geral nº 5 

Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva.

Estamos no fim desta pandemia, grande parte dos alunos já regressaram às escolas, e surge uma nova concepção: o ensino híbrido.

O Ensino Híbrido

Como fazer a transição do ensino remoto para o ensino híbrido, na volta às aulas?
Ensino Híbrido

O ensino híbrido acontece quando se mescla o ensino remoto e o presencial de forma contínua: um complementando o outro. Isto possibilita personalização do ensino para atender melhor às necessidades dos estudantes. O aluno se torna o protagonista da aprendizagem, e o papel do professor não é mais o de transmissor, mas sim de mediador de conhecimento.

Algumas instituições estão funcionando de formanda híbrida, porém é necessário que haja estrutura para a educação presencial e condições de gestão e de ensino e aprendizagem, de disponibilização de recursos materiais, como equipamentos e acesso à rede, tanto para as instituições como para os estudantes.

Quando a gente fala em ensino híbrido, consideramos que os estudantes aprendem de forma diferente e as estratégias que vamos trabalhar com eles devem respeitar essas diferenças

Lilian Bacich, diretora da Tríade Educacional.

A pesquisadora Dênia Falcão de Bittencourt, especialista em inovação educacional, afirma que o processo do ensino híbrido também está relacionado com o desenvolvimento integral dos jovens.

A educação repete a vida e a nossa vida está cada dia mais hibridizada

Dênia Falcão de Bittencourt

Ademais muitas universidades já adotavam o sistema híbrido e principalmente a educação a distância, que é uma modalidade regulamentada pela LDB nº 9394/96.

A Educação a Distância

Ensino híbrido: 6 dicas para organizar a rotina de estudos em casa.
Educação a distância

A Educação a distância (EAD)  é a modalidade educacional na qual alunos e professores estão separados, física ou temporalmente e, por isso, faz-se necessária a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação. Essa modalidade é regulada por uma legislação específica e pode ser implantada na educação básica (educação de jovens e adultos, educação profissional técnica de nível médio) e na educação superior.

Na educação a distância a organização dos conteúdos, carga horária, recursos midiáticos e atividades são estruturados de outra maneira, bem como a monitoria ou tutoria, que são disponibilizados de forma a atender os estudantes de forma atemporal. Esta modalidade possui estruturas planejadas e revisadas por especialista, cujo objetivo é uma formação mais completa e abrangente, de acordo com a área de estudo. 

Diante de tantas práticas de ensino que utilizam a tecnologia e proporcionam uma autonomia de estudo aos alunos, como ajudá-los nessa adaptação?

Como melhorar a prática dos estudos no ensino remoto ou a distância?

O uso de tecnologias na educação promove mudanças no tempo e no espaço em que professores e alunos atuam, reorganizando o processo de ensino-aprendizagem. Contudo, como melhorar a prática dos estudos nesse modelo on-line?

  1. Organize o ambiente

O local de estudo deve ser tranquilo, silencioso e propício para a concentração e realização de atividades escolares.

  1. Estabeleça um cronograma de estudos 

Elabore um cronograma contendo as disciplinas que serão estudadas, separadas por dias da semana e horários. Acrescente pausas programadas entre os conteúdos e descreva quais serão as atividades que devem ser realizadas a cada dia. 

  1. Conheça as ferramentas virtuais

Conheça as plataformas que estão sendo utilizadas pelo professor e garanta acessibilidade aos recursos dessa ferramenta, consequentemente, isto facilitará o aprendizado do conteúdo. Essa questão também exige organização e planejamento, algo fundamental neste momento de ensino híbrido;

  1. Tire suas dúvidas

Normalmente, surgem mais questionamentos durante o ensino híbrido. Assim como nas aulas presenciais, dúvidas surgirão e você precisará esclarecê-las, portanto a comunicação com o professor é fundamental.

  1. Acompanhe o rendimento do estudante 

Pais, professores e gestores escolares devem estar atentos ao desenvolvimento do aluno, observando o rendimento em cada período. Esta equipe deve incentivar o estudante a superar os obstáculos e oferecer diversas possibilidades de aprendizado.

Não se esqueçam de separar momentos de lazer e descanso em casa, afinal nos últimos dois anos as residências funcionaram como salas de aula. Com tempo e muito esforço, as crianças foram amoldando-se a esta nova realidade, todavia não devemos sobrecarregá-las. 

Alguns sentimentos podem dificultar o processo de ensino-aprendizagem, observe como seu filho está neste momento de adaptação e retorno. Os cuidados com os aspectos emocionais atuam como um elo entre aprendizagem e convivência, e ambos são imprescindíveis para a formação completa do indivíduo.

Quer ajudar seu filho na vida escolar? Gostaria de ler conteúdos relacionados à educação? O blog da Busca está repleto de informações que auxiliarão a educação e aprendizagem de crianças e adolescentes.

“Maratone” nossas publicações!

http://buscaprofbrasil.com.br/ajudarnavidaescolardoseufilho/

Referências

BRASIL. LEI Nº 9.394, DE 20 DE DEZEMBRO DE 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional.

BNCC. Competências gerais da educação básica. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/abase/#introducao. Acesso em: 29 abr. 2022. 

FUNDAÇÃO TELEFÔNICA VIVO. Como fazer a transição do ensino remoto para o ensino híbrido no planejamento da volta às aulas? Disponível em: https://fundacaotelefonicavivo.org.br/noticias/como-fazer-a-transicao-do-ensino-remoto-para-o-ensino-hibrido-no-planejamento-da-volta-as-aulas/. Acesso em: 29 abr. 2022. 

MEC. Escola de gestores da educação básica. O que é educação a distância? Disponível em:http://portal.mec.gov.br/escola-de-gestores-da-educacao-basica/355-perguntas-frequentes. Acesso em: 29 abr. 2022. 

UFJF. Ensino e oportunidades. Ensino híbrido: entenda o conceito. Disponível em: https://www2.ufjf.br/noticias/2021/04/30/ensino-hibrido-entenda-o-conceito/. Acesso em: 29 abr. 2022. 

UPF. Assessoria de imprensa. Ensino híbrido: 6 dicas para organizar a rotina de estudos em casa. Disponível em: https://www.upf.br/noticia/ensino-hibrido-6-dicas-para-organizar-a-rotina-de-estudos-em-casa. Acesso em: 29 abr.2022. 

Deixe um comentário